Siga a rede Economia & Finanças no Twitter

Censo 2011 em Portugal custará mais de 45 milhões de euros

Uma operação de recenseamento da população e da habitação feita nos moldes habituais é algo que tem de ser preparado com tempo, envolve diversas entidades e especialidades científicas e, claro, acaba por requerer muita mão de-obra e meios tecnológicos. O censo 2011 em Portugal está já em marcha há largos meses ainda que a operação de recolha final se venha a realizar apenas em Abril de 2011. E é precisamente sobre o custo da operação inscrito no Orçamento de Estado português para 2011 que encontramos esta soma de 45 milhões de euros, um valor nada desprezível em termos de investimento para o Estado mas que, ainda assim, revela a parcela, mas apenas uma parcela, importante da factura final.

Tal como prometido sem sucesso no passado, surge agora, novamente, a garantia de que esta será a última operação de recenseamento efectuado nos moldes clássicos, em 2021 tudo será diferente. Havendo saúde e engenho cá estaremos para acompanahr a revolução que se anuncia, novamente. Mas mais importante do que isso, aguardamos com curiosidade os resultados do censo de 2011 em Portugal, em particular, no que diz respeito à informação relativa a movimento migratórios interno e externos.

Será que Portugal é, de novo, definitivamente um país de emigração?

Comments

This post currently has 4 responses

Deixar uma resposta

Sidebar